sábado, 31 de janeiro de 2009

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

sábado, 17 de janeiro de 2009

Alguma coisa acontece...

É bastante comum eu ler qualquer texto que escrevi logo no dia seguinte e achar que não tem nada a ver... Parece uma espécie de ressaca... Não sei, acho que a pergunta que formulei no post anterior é ingênua...

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

E agora?!

Assistindo à minissérie Maysa ando me deliciando com os figurinos da época e conhecendo uma grande cantora de quem eu apenas tinha ouvido falar. Pensando em música, há artistas que quando a gente escuta se emociona e fica contagiado sim, ok. Mas eles não mexem na alma de um jeito perigoso. Porém há outros que são de uma intensidade tamanha que a gente é obrigado a parar de ouvir. Parece que o ambiente vai ficando soturno... O Antony (do Antony and the Johnsons), por exemplo, tem uma voz estranhamente bela e canta com tanta tristeza que eu (juro!) não consigo ouvir! A Maysa é outra que, pelo jeito, é melhor ouvir em doses homeopáticas... Bom, que ela foi uma mulher à frente de seu tempo não é novidade. O que tenho me perguntado é: quem estaria à frente do nosso tempo? Existe isso ainda? Ou a gente só enxerga depois de se distanciar da época?! Não, a Madonna pode ter sido na década de 80, mas agora? Amy Winehouse não fez nada que o Iggy Pop não tenha feito na década de 60... Algum antropólogo me ajuda?!

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Falha no sistema?!

Hey! Já pensei em matar este blog... É, afinal, pra que deixar uma coisa que a gente nem lembra que existe empoeirando sozinha num canto?! Por capricho bobo? Bom, a questão é que me apego e, embora em muitos momentos sinta que não tenho nada pra dizer (então é melhor ficar calada!!), em outros acho que ok, talvez não tenha coisas novas pra dizer todos os dias (será?! e quem tem?), mas o meu blog que nasceu de um exercício em um workshop é bonitinho até e merece viver sim... Deixa ele quieto no canto dele, tadinho... Todas essas voltas pra dizer que o texto publicado ontem (7/1/09), responsável por tirar a poeira deste coitado aqui e por inaugurar 2009 no coisasdefrozina, não foi escrito por mim. Faça um exercício de imaginação: visualize 08/09 ocupando um espaço no blogblaa.blogspot.com (visite!), onde deveria estar publicado. Meu marido, João, escreveu o texto e a intenção era que ele estivesse lá no blog dele, mas seu texto tem vida própria e resolveu mudar de ares, dar um passeio por aqui! Afinal, todo mundo tem o direito de ir e vir, né?

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

08/09

Santos Preto/Ribeirão Santista: o negócio é conversar sobre amenidades. Todos saem satifeitos. Hora é a chuva, hora é sei lá o quê, e o tempo passa (para quem já não tem muito). A comida NUNCA está boa e olha que repetimos os pratos não para agradar... Não há sugestão que não tenha tentado, não há ideia nova. Como será daqui a pouco?! Um novo muro de Berlim se instala em quem sempre combateu o totalitarismo. A intimidade é reveladora. Os cansaços ficam nus! Preciso finalmente aprender a discutir sem empolgação, sem irritação, mesmo que cheio de boas intenções. Vive pelo e para os outros, já com poucas vontades (será?). A saga em torno do $. Freio de mão puxado... Cadê as poucas e boas coisas da vida?! Põe pra fora. Um olhar em cima de você, uma cópia, xô... Corpo fechado! Acho que tem condições de separar o joio do trigo. Aquele fitar de baixo para cima, comoção pura, amor puro, com fungadas de malandragem da boa! Arte: sinônimo de respeito ao espaço alheio. E peito aberto em tudo (será?). E ele não conversa, discursa. Viva Fidel! Nada como um bom habano. Ser marisco: rochedo de um lado, mar do outro. Go, Rocky! Desde 2007... Que venha 09!! Nem Maysa, nem Antônio Nóbrega (esse, uma mala por sinal)... A vida com "Ela" me faz bem!!