terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

23

Todo dia 23 eles se lembravam do início (se bem que, a rigor, o início mesmo foi num certo 24 de junho). Quer dizer, às vezes um, às vezes outro se esquecia... Para ela não se tratava de recordar como era bom no começo, tampouco para ele, imaginava ela. Tratava-se sim de perceber a sintonia fina que existia entre os dois, de o quanto haviam construído juntos e o quanto iriam construir. Porém, naquele 23 ela acordou diferente depois da conversa que tiveram ao telefone na noite anterior (sim, eles se falavam sempre ao telefone quando longe). Parece que o nível de cumplicidade aumentara muitos graus e ela foi acometida por uma profunda sensação de completude. Ele, que discorrera sobre algumas descobertas importantes, lhe parecia tão cheio de luz quanto possível. Enquanto ela caminhava sentindo o sol esturricando os ombros, pensou: "Amor é isso".

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Música

"Dois" - Tiê

Como dois estranhos,

cada um na sua estrada,

nos deparamos, numa esquina, num lugar comum.

E aí? Quais são seus planos?

Eu até que tenho vários.

Se me acompanhar no caminho, eu posso te contar.

E mesmo assim, eu queria te perguntar,

se você tem aí contigo alguma coisa pra me dar,

se tem espaço de sobra no seu coração.

Quer levar minha bagagem ou não?

E pelo visto, vou te inserir na minha paisagem

e você vai me ensinar as suas verdades

e se pensar, a gente já queria tudo isso desde o início.

De dia, vou me mostrar de longe.

De noite, você verá de perto.

O certo e o incerto, a gente vai saber.

E mesmo assim, queria te contar

que eu tenho aqui comigo alguma coisa pra te dar.

Tem espaço de sobra no meu coração.

Eu vou levar sua bagagem e o que mais estiver à mão.